Empreendedores sociais ganham prêmio por seus projetos

Gestão de municípios, benefícios a moradias inadequadas e educação pública foram temas que fizeram parte dos projetos dos vencedores

Por: Nathalia Ferreira

Créditos: Letícia Moreira, da Folha de São Paulo

Créditos: Letícia Moreira, da Folha de São Paulo

O cientista político Sergio Andrade venceu a 11ª edição do Prêmio Empreendedor Social com o projeto da Agenda Pública, que provocou impactos positivos em municípios do Brasil. O administrador Fernando Assad ganhou a 7ª edição do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro por ter concebido o Programa Vivenda, negócio social que permite as populações a melhorar as instalações de seus lares a preços baixos. A categoria “Escolha do Leitor” ficou com Luis Salvatore, advogado e fotógrafo, que, por meio do Instituto Brasil Solidário (IBS), qualifica profissionais de escolas públicas no país para a educação integral.

A cerimônia de premiação aconteceu dia 18 de novembro, no Museu de Arte de São Paulo (MASP), na capital paulista.

O Prêmio Empreendedor Social é realizado no mundo todo, pela fundação suíça Schwab e tem como proposta a valorização de líderes socioambientais de forma inovadora, sustentável e com impacto positivo na sociedade e em políticas públicas. O Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro é promovido pelo jornal Folha de S. Paulo. A premiação obedece aos mesmos padrões de avaliação definidos pela Fundação Schwab, mas é focada em reconhecer e promover líderes sociais que ainda estão iniciando sua jornada no empreendedorismo socioambiental.

Comente