Natal

“Então é Natal… Eu espero que você tenha um!”
John Lennon

Neste Natal, ao invés de comprar presentes vou compartilhar um tipo diferente de presente.

Pessoas inspiradoras, fortes, determinadas, cujos trabalhos transformam vidas, comunidades e trazem alegria, fé e esperança, para mim e para muita gente pelo mundo! Coisa boa tem que ser compartilhada, portanto, vou abrir a sacola e lá vai presente! Tem pra todo mundo!

O primeiro é daqui do Brasil mesmo: Eduardo Lyra, um jovem de 28 anos, que criou uma organização chamada Gerando Falcões (www.gerandofalcoes.com) na periferia de Poá, em São Paulo. Cansado de ver seus amigos perderem a vida para as drogas, o tráfico e a violência, ele foi à luta, batendo de porta em porta, convencendo os jovens a mudar de vida a partir do conceito de que não importa de onde você vem, mas para onde você vai! Visite o site, ouça Eduardo no Youtube e deixe-se envolver pela força dos falcões.

Outra pessoa inspiradora é a Luciana Holtz, uma psicóloga que iniciou seu trabalho apoiando pacientes com câncer e suas famílias, mas, inquieta e insatisfeita com o fato de que seus atendimentos e orientações atingiam uma parcela muito pequena de uma sociedade com uma demanda enorme, Luciana não teve dúvida: jogou-se de cabeça na criação do Oncoguia, um portal na internet onde você pode buscar e receber todo tipo de informação sobre o câncer, tratamentos, direitos do paciente e tudo que envolve esse momento tão delicado na vida de um ser humano. Visite www.oncoguia.org.br e compartilhe.

Meu terceiro presente é Bart Weedjens, um jovem belga formado em desenho industrial, que não viu mais sentido em fazer design de embalagens, tornou-se um monge budista e foi de mala e cuia para a Tanzânia, na África. Lá, os dois maiores problemas enfrentados pelas pessoas eram as minas terrestres que matavam e mutilavam crianças e adultos e a tuberculose. Bart viu que a região tinha muitos ratos enormes e, por “coincidência”, sua paixão na vida, desde criança era… Estudar ratos! Juntando todos os elementos, Bart treinou os ratos para farejarem as minas terrestres – por conta de seu peso, as minas não explodem – e detectarem tuberculose na saliva humana. Dá para acreditar? Sim e para se encantar também.

Neste Natal e em 2016, “pense Facebook” e compartilhe coisas boas, jogue luz em causas, iniciativas e malucos que criam formas inovadoras de solucionar problemas que afligem a humanidade; porque as notícias ruins, todo mundo divulga. Então, vamos virar esse jogo, porque o mundo está cheio de coisas boas querendo deixar de ser “segredos bem mantidos”! Se gostou da idéia, se jogue e divirta-se, e que 2016 seja o retorno de toda alegria, esperança e inspiração que você espalhou no mundo!

Wellington Nogueira

Wellington Nogueira

Palhaço, Empreendedor Social Fundador dos Doutores da Alegria.

Comente